sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Voltemos às raízes…

   
 É Agosto. Voltemos às raízes. Sejamos genuínos e apreciemos os melhores sabores da amizade. Há quem diga que o amigo não precisa de avisar quando vai aparecer, mas com tanta tecnologia é melhor que o faça para garantir que terá ‘umas geladinhas’ quando chegar. Não é que não haja sempre uma ou duas, mas o calor vai alto… e as férias convidam ao relaxe refrescante.
     Mais do que umas cervejolas, os sabores de Agosto são para milhares de pessoas o aconchego tão desejado. Não importa muito o que se vai comer, chega uma sopa ou aquele arroz de feijão que mais ninguém sabe fazer. Mas não há nada como o belo prato de comida depois de dias e dias a fio longe das nossas raízes. Com o tempo, também se vão aprimorando os dotes culinários, mas nunca conseguem ser iguais às memórias de pequenino…
     Gosto de Agosto. Voltamos às raízes. Revemos velhos amigos. Saboreamos memórias e deixamo-nos invadir por um espírito genuíno. E quando são os ‘velhotes’ a contar as suas aventuras ‘daquele tempo’… ó maravilha de tempo perdido…
     Não fossem os incêndios e este era o mês perfeito. Os políticos profissionais estão de férias e os aprendizes também. As notícias até são mais saudáveis. Político em férias não faz asneira. Depois há os que gostam de política, mas são profissionais noutras áreas. Sobre esses não se ouve falar tanto. Mas são de longe os melhores.
     Agosto é mesmo um mês em grande. Cá para os nossos lados, as férias só chegam em força na segunda quinzena. Já se começa a pensar no material e nos manuais escolares. Há sempre tempo para umas idas à praia ou às cascatas do Gerês cada vez mais procuradas. Os imigrantes já começam a fazer as malas e se a viagem não fosse longa, nem os bancos da viatura escapavam a mais um presunto ou uns docinhos da região para acalmar a saudade de quando em vez…
     Ah! Já me esquecia. Em Agosto também as notícias más vão de férias. Não são todas, infelizmente. Há necessidade de encontrar argumentos para preencher os longos noticiários. Serve qualquer coisa. Nem que seja ‘notícia boa’.

     Agosto é o mês de carregar baterias. Voltemos às raízes…
inJornalPovodeFafe (11/08/2016)

Sem comentários:

Enviar um comentário