terça-feira, 29 de abril de 2014

Sinais de mudança na Igreja de Fafe

Falar ‘Igreja de Fafe’ soa mal. Parece que há Igrejas diferentes e cada uma prega conforme a batuta do seu maestro, mas pensando bem, não será mesmo isso que acontece?
Não conheço o Padre Abel Maia. Nunca assisti a nenhuma celebração sua. Mas já li várias notícias a seu respeito, mais concretamente, sobre as suas atividades pastorais. Se tivesse que o classificar, ressalvo novamente que não conheço de perto o seu trabalho, diria que se trata de um padre missionário. Muitos dirão apenas um padre, mas não é a mesma coisa. Sei do que falo. Fui seminarista durante 6 anos na Ordem dos Padres Vicentinos e a preparação dos futuros padres é direcionada para as pessoas e em particular para os mais pobres. Os Padres Missionários são padres de ação. Padres que não têm problemas em fazer, mesmo que com isso possam ser ‘olhados de lado’… e Fafe não estava muito habituada a este tipo de intervenções. É verdade que há outros com esse mesmo espírito empreendedor, mas faltava um Moisés para separar as águas entre a política e a religião.
Padre Abel Maia foi-me dado a conhecer em primeiro por um email que recebi de um camarada de Mirandela. A terra de meu amigo que tinha como pároco Abel Maia. As referências, não do meu colega mas da sua mãe, foram bastante positivas, o que logo me pareceu bem, ainda que não achasse nada de fascinante, até porque não frequento assim tanto a paróquia de Fafe, mas sim, sou católico praticante, ainda que sejam em paróquias à volta da minha aldeia. Razões que por enquanto não interessam ao caso…
ACABAR COM A BAJULICE AOS POLÍTICOS… espetacular! Já tive oportunidade de escrever sobre a atitude do atual Presidente da Câmara, não podia deixar de destacar agora o pároco de Fafe que assume finalmente as rédeas da cidade e quem manda é mesmo ele. Ou talvez, a vontade de Deus, porque só Jesus Cristo foi capaz de destruir o comércio existente no Templo… agora, muitos séculos depois, Abel Maia tira a politiquice da Igreja, coisa que nenhum outro tinha feito até ao momento.

Papa Francisco está a mudar a forma de agir da Igreja católica. Padre Abel Maia começou a mudar a Igreja de Fafe que também é católica. Resta esperar que se espalhe pelas aldeias essa mesma separação, depois os donos da comissão fabriqueira não vão poder usar o altar para se promoverem politicamente. Os chefes dos Centros Sociais não vão poder intimidar os velhinhos que se não votarem no partido da Câmara deixam de receber comida… e muitas outras vigarices em nome de Deus, mas a usar a ingenuidade das pessoas, mais desfavorecidas, para que os seus tachos continuem a prosperar. A religião tem disto, mas acredito que mais investidas de padres com espírito cristão possam alterar a forma de atuar.


1 comentário:

  1. Não sou santo ,mas gostaria de ser ,por isso caminho com Jesus no coração que ama a todos por igual. Somos todos irmãos, por isso a minha oração é PAI NOSSO NÃO MEU PAI ,somos todos uma família uma só igreja, é isso que é ser Cristão. É fácil julgar, amar parece mais difícil . Um abraço para o meu amigo que DEUS esteja com ele neste tempo difícil. Aquele que nunca pecou que atire a primeira pedra. Ass. Armando Dias.

    ResponderEliminar