sábado, 11 de fevereiro de 2017

Raul Cunha não pode aceitar a demissão dos Vereadores do PSD

É mesmo o interesse de Fafe que está em causa?

O meu último artigo “Fafe precisa de outras políticas” não foi mais do que uma análise aos jogos de bastidores que estão a acontecer e que fazem as delícias novelísticas de qualquer espetador. Cheguei a comentar que só voltava à política mais ativa no dia a seguir às próximas autárquicas, mas não me poderei demitir dos meus deveres cívicos enquanto cidadão fafense.
Ao contrário de toda a gente, parece-me, não concordo em nada com um final de mandato sem uma coligação firme e coesa. Ora vamos lá refletir:
1 – Raúl Cunha estabeleceu uma coligação com o PSD para garantir estabilidade (eu fui contra na altura);
2 – As relações correram bem e é reconhecido por toda a gente que a Câmara foi aberta finalmente às pessoas;
3 – Numa altura em que se fala em novas eleições, depois das guerras do PS, Raúl Cunha faz um acordo com os Independentes para conseguir ter suporte para ir a eleições;
4 – O PSD revela que já havia um acordo com os Independentes;
5 – Vereadores do PSD pedem demissão (o caminho mais óbvio e acertado, mas deve ser ponderado, afinal, os Vereadores fizeram a diferença, ainda que mesmo nos seus pelouros haja muito a fazer. Por exemplo, as pessoas pedem uma licença e em vez de chegar a autorização, aparece uma carta/ofício do Vereador a dizer que está no engenheiro, mas as pessoas só querem o veredito e não burocracias… logo, é preciso levar tudo até ao final. Em Cantanhede uma licença só demora 1 mês e não 10 como em Fafe);
6 – Parcídio fala que pensava que era para se manter um acordo com a coligação na intervenção na última reunião da Câmara;
7 – Raúl Cunha se teve um mandato tranquilo, deve-se em muito à lealdade e trabalho dos elementos do PSD;
8 – Para o melhor para Fafe, metam-se as mãos às consciências, Raúl Cunha tem de segurar os elementos do PSD até ao fim, até porque esse é um compromisso com Fafe;
9 – Se o objetivo é mesmo Fafe, Raúl Cunha tem de convidar e incluir o PSD neste acordo a apresentar-se às próximas eleições;
10 – Uma proposta de lista:
1-      Raúl Cunha
2-      Parcídio Summavielle
3-      (Vereadora?)
4-      José Baptista


Nota: As eleições não estão ganhas. Todos devem limar as crispações de última hora e concentrar-se em Fafe. Se não conseguirem, demitam-se todos. Fafe tem de estar em primeiro!

Sem comentários:

Enviar um comentário