quarta-feira, 21 de maio de 2014

Fragmentos de Amor I

«Partia em direção ao cimo do monte, onde diariamente me inspirava a acalmia, à procura de mais um momento a sós contigo. Ouvia, ao longe, a tua voz em pássaros primaveris. Ao perto, o vento suave e doce serenava o meu pensamento doentio da ausência forçada. Hoje sou mais firme. Sou mais Homem. Mas continuo o mesmo adolescente na irreverência da paixão.»
                                                                                                                                                            in Fragmentos de Amor

Sem comentários:

Enviar um comentário