quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

"Verdades Inquestionáveis"

«Tudo é questionável, mesmo o inquestionável


A teorização sobre as coisas não é nova. Nunca acabou e nem vai acabar. Podemos acreditar mais ou menos em certas teorias, mas independentemente do que se possa fazer ao homem, no que respeita à sua liberdade, de uma coisa tenho a firme certeza: pode-se tolher o pensamento, levar o homem a pensar numa só direção, seja pelo medo ao pecado ou a outra coisa qualquer, mas nunca se poderá engaiolar esse mesmo pensamento. 
Verdades Inquestionáveis não é mais do que 'work in progress'. Uma viagem ao imaginário. Uma fantasia num mundo outro. Uma brincadeira de quem gosta de jogar com as palavras. 
"A Sombra da Casa Grande" é o melhor dos títulos, porque a ação acontece numa Casa Grande, na Sombra ou... a Sombra...
Tudo o que daí vier, não é imitação da realidade, quanto muito aproximação física aos locais, já as personagens nunca as vi senão na minha própria ficção. Este romance já não é mais meu... ele vive em cada um que se aventurar a entrar aqui. Mas, atenção, a viagem não tem regresso!

Sem comentários:

Enviar um comentário