domingo, 20 de abril de 2014

Não adianta! O fogo do Loureiro é o melhor

A Páscoa na minha aldeia é especial. Já percorri uma parte da freguesia, durante alguns anos, como elemento do 'compasso' (um grupo de pessoas que parte da Igreja logo pela manhã lançando a notícia que Cristo Ressuscitou). Uma tradição muito antiga e que se vai mantendo pelas aldeias do Minho.
Os últimos anos têm sido mais recatados, em família e de casa em casa como manda a tradição. Mas há uma passagem obrigatória: o alto do Loureiro, um lugar da freguesia, onde moravam os meus avós e atualmente residem, mesmo ao lado, os meus tios...
Bem do alto do Loureiro contemplo juntamente com familiares e amigos o tradicional 'fogo do Loureiro'. Este já rivalizou com o do Saibro e mais tarde com o de Chã-de-Ribeiras, mas digam o que disserem... o melhor é o do Loureiro!
É evidente que há uma carga emocional que me leva a estas afirmações. As origens familiares são as mais fortes, mas sem dúvida que as recordações de menino vencem qualquer disputa. É uma espécie dos sabores que só são bons porque nos lembram a infância...
Este ano fomos saudados pelas aves. Não sei se queriam dizer mais do que 'estamos aqui'... mas sei que também elas vieram ver o melhor fogo da Páscoa, o 'fogo do Loureiro'.

Sem comentários:

Enviar um comentário