segunda-feira, 21 de abril de 2014

A minha caricatura já está pronta!

Bem, para ser mais sincero, já está pronta há muito tempo. Desde aquele dia em que nos metemos todos no atelier do caricaturista para que este pudesse traçar os nossos rostos e dar aquele toque personalizado que só era possível porque em conjunto as ‘bocas’ escapam-se sem barreiras.
Lá estávamos! Uns mais felizes outros menos, até porque a caricatura não agradava a todos, será que descobriram que eram mais feios do que pensavam?!?! J
O exagero é a característica fundamental da caricatura. Aliado às tais bocas dos colegas de curso, o exagero brindava-nos de uma forma estonteante… era a festa… o clima… a saudade da partida anunciada… a incerteza de uma vida que só estava a começar… a melancolia dos companheiros que jamais veríamos… a cidade que nos recebeu meninos e transformou-nos em senhores…
Coimbra faz isto! Tem visco!
E porque tristezas não pagam dívidas,
venha a festa,
‘as recordações de um passado’,
Afoguem-se as mágoas ‘até que a voz nos doa’,
Soltem-se as serenatas às donzelas,
As capas negras ao luar
E juntemo-las novamente, porque somos Coimbra até à eternidade!


Efeerreaaaaaaaa…

Sem comentários:

Enviar um comentário