segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Paixão


Penetrei outrora os caminhos
desvendando o segredo de viver
encontrava um rosto de menina
beldade petrarquista no parecer
não na cor nem no alento
só no ver a pele calma
o sorriso pleno e a saudade
de saber quem és, eras, foste
um dia desejada outro olhada
observada apetecida mostrada
és encanto e sabor dos meus
lábios sequiosos
roxos ou vermelhos
pretos ou amargos
sentindo desespero de amar
ou então, somente
alegria de te olhar.

Sem comentários:

Enviar um comentário