quarta-feira, 25 de março de 2015

Município de Fafe e INDAQUA uma relação perigosa

Em busca da taxa perdida

As relações que o Município foi estabelecendo ao longo de 30 anos não são de todo as melhores para os cidadãos fafenses. Já sabemos a história amorosa do Município e da Naturfafe, o quase divórcio do Município e da COFAFE e… ainda temos de levar com mais esta privatização das águas que é dos assuntos que nenhum país deveria permitir. Água e Luz nunca deveriam ser privatizadas ou, pelo menos, sem que o poder público tivesse controlo para que não existissem abusos.
Todos nós sabemos que dentro das relações, para que elas funcionem, têm de existir cedências de parte a parte. Hoje cedo eu aqui, tu amanhã arranjas 20 postos de trabalho para os meus fiéis seguidores e se não são passam a ser…
Relações à parte, parece-me que há aqui uma distração de Raúl Cunha em compactuar com esta situação da INDAQUA. Mas também me parece que o PSD não está a fazer o seu trabalho nesta matéria. Uma das propostas do candidato do PSD, se ganhasse as eleições, era municipalizar as águas de imediato. É bem verdade que o PSD não ganhou, mas está lá. Também é verdade que já aconteceram negociações entre o Município e a INDAQUA nesta legislatura e as coisas agravaram-se em matérias de taxas… Sinceramente não sei o que diga quanto a isto…
O que me parecia, neste momento, mais importante seria repensar a forma como estão a fazer as coisas, ou seja, na carta que estão a enviar aos munícipes há um discurso muito pomposo, a roçar a benevolência, mas logo diz ‘ou faz ou paga multas pesadas’.
O que é isto?
Esta atitude não está compatível com a que Raúl Cunha nos tem vindo a presentear. Não seria mais eficaz se agora surgisse apenas só a parte em que diz: neste momento quem quiser meter água da companhia, que será obrigatória para todos, mais ano menos ano, os custos serão suportados pela autarquia e quem não quiser agora ‘só terá direito à ligação gratuita todos os que ultimamente tiverem acesso ao ramal’ ou até 'todos e pronto'.
Para que fique bem claro, isto não é uma questão pessoal, até porque a minha casa já é servida pela rede de águas pública, só espero que não saia azul ou às cores, e também concordo que todos os edifícios estejam ligados por uma questão de saúde pública, mas só concordarei com isto quando o concelho estiver coberto a 100%, o que não é o caso. E porque também sei que isto só servirá para pagar uma taxa à INDAQUA, porque as pessoas vão continuar a beber a água do seu poço… e há pessoas que mais uma taxa faz diferença, onde está a JUSTIÇA SOCIAL? 
É por estas e por outras que me sinto mais à esquerda dos tais da esquerda...
Fafe está com uma imagem muito positiva neste momento. Não mudo uma vírgula aos artigos que escrevi até ao momento, mas mais importante do que a imagem para o exterior é a qualidade de vida dos seus Munícipes, pois essa é a melhor imagem que qualquer concelho pode dar.

Sem comentários:

Enviar um comentário